Um ano de conquistas


Hospital Unimed-Rio encerra 2019 com certificações e resultados importantes

A conjuntura econômica do país não é das melhores. Mas ainda que isso traga impactos relevantes à operação de uma unidade hospitalar de grande porte, o Hospital Unimed-Rio chega ao final de 2019 com importantes conquistas.

Podemos dizer que a principal delas foi a obtenção do selo máximo da Organização Nacional de Acreditação: o certificado de Excelência ONA III, ainda em janeiro. "Um processo como esse exige muito empenho e dedicação, mas isso faz parte do nosso trabalho, que é o de buscar a excelência assistencial no dia a dia. Pude perceber que todos vestiram a camisa em prol desse objetivo, o que me enche de orgulho. Vamos para o próximo passo, de um novo ciclo de avaliações e da manutenção dessa acreditação", declarou o diretor Geral do Hospital Unimed-Rio, Gabriel Massot.

Diretor Médico da unidade, Paulo Henrique Ribeiro Bloise reforçou a união em torno desse objetivo: "Todas as nossas equipes compraram essa ideia, se dedicaram, e o resultado está aí. Não se consegue algo assim sem união e esforço multidisciplinar", disse.

No embalo dessa conquista, a unidade iniciou o processo de acreditação do seu serviço de enfermagem com o Instituto Qualisa de Gestão (IQG) e obteve outras premiações, como o certificado Top Performer, que colocou a UTI Pós-Operatória entre as melhores do país.

O foco na melhoria constante do atendimento aos clientes também esteve direcionado à intensificação de treinamentos para a equipe assistencial, por meio de parceria com o IBKL (exemplo dos de simulação realística), e a investimentos no parque tecnológico, com a aquisição de dois arcos cirúrgicos de última geração, além de quatro equipamentos de ultrassom, cardioversores e monitor cardíaco, entre outros.

Como não poderia ser diferente, a segurança de pacientes e colaboradores também esteve entre as principais preocupações da diretoria, com a realização da Pesquisa de Cultura e Segurança voltada às equipes; do IV Fórum de Segurança do Paciente; e do Simulado de Escape de Incêndio.

E quando o assunto é cuidado e acolhimento, o Hospital Unimed-Rio reforçou ainda mais esse propósito com a realização de duas edições do Dia do Desejo, em que pacientes de média e longa permanência foram escolhidos para que tivessem seus desejos atendidos. A ação incluiu de lanches em parceria com redes de fast food à montagem de um verdadeiro baile dançante, passando por sessões de embelezamento e pela simulação de uma sala de cinema no auditório da unidade. Foi difícil conter a emoção nessas duas oportunidades.

Entre os destaques do ano, não dá para deixar de fora, ainda, a consolidação do hospital como referência na utilização do sistema Tasy. Provas disso foram a participação no Connect Day 2019, promovido pela Philips, com o painel "HTML 5: Experiência e Melhores Estratégias"; além do fato de a unidade ter recebido visitas periódicas de outras instituições com o intuito de conhecer as melhores práticas em gestão por meio desse sistema.

Números positivos

Em 2019, a taxa de ocupação da unidade manteve-se acima da média da Associação Nacional de Hospitais Privados (ANAHP), que é de 76,44%. Na média do ano até o momento, o hospital registra mais de 80% de ocupação.

Mas um dos dados mais relevantes foi o giro de leito, que atingiu 5,40 este ano, sendo superior a toda a série histórica. Isso significa que os leitos têm girado mais rapidamente, já que o indicador mostra a relação entre o número de pacientes saídos durante determinado período e o número de leitos à disposição. Reflexo disso, o tempo médio de permanência diminuiu em 2019, marcando 4,75 dias; também o melhor valor registrado até hoje.

Ensino e pesquisa em alta

Braço acadêmico do Grupo Unimed-Rio, o Instituto Unimed-Rio - que fica no hospital e conduz as ações de ensino e pesquisa da unidade - também teve um ano de muitas realizações.

Entre as principais iniciativas, Reuniões Mensais da Oncologia; mais de 30 Sessões Clínicas, recebendo mais de 1.000 participantes; Clubes de Revista (medicina baseada em evidências); dois Simpósios de Atualização Médica; além do quiz Desafio dos Protocolos, movimentaram o corpo clínico e a equipe assistencial ao longo de 2019.

O período também foi importante para a apresentação de estudos em eventos pelo país. Entre os destaques, a participação com sete trabalhos no 36º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro e com quatro no XVI Fórum Internacional de Sepse. No Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, foram nove os estudos apresentados.

No contexto da capacitação e consolidação como instituição de ensino, o Hospital Unimed-Rio formou sua segunda turma de residentes em Clínica Médica e Cardiologia. Hoje, a unidade possui 13 residentes em curso, além de grupo de estagiários oriundos do Programa de Estágio Acadêmico em Terapia Intensiva, que terá seu próximo concurso em fevereiro de 2020.

O ano também ficou marcado pela estreia dos cursos de residência em Radiologia e Ecocardiografia. "Foi um ano muito bom sob diversos aspectos, e o objetivo é seguirmos nesse caminho ao longo de 2020. Ainda vivemos em meio a dificuldades consideráveis impostas pelo mercado, porém, o mais importante é que atingimos um nível de maturidade que nos permite encarar esses desafios com tranquilidade e determinação cada vez maiores", conclui Gabriel Massot.