Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o site www.unimedrio.com.br, trataremos os cookies de acordo com a nossa Política de Cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, clique aqui.
CONTINUAR

Reajuste

Como o retorno da cobrança de reajuste poderá afetar seu contrato?

Conforme divulgado nos últimos meses em nossos canais de comunicação, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), determinou a suspensão temporária dos reajustes de planos de saúde pelo período de setembro a dezembro de 2020.

No dia 19/11/2020, uma nova determinação da ANS definiu a cobrança a partir de janeiro de 2021.

Veja como essas decisões impactam o seu plano:

    • PLANOS INDIVIDUAIS E FAMILIARES (PF)

      Para os planos individuais / familiares, além da suspensão, a ANS também não havia divulgado o percentual válido para o reajuste. Logo, os contratos com aniversário a partir de maio/2020 também não foram reajustados, mesmo que estivessem fora do período de suspensão.

      Além da definição pela retomada da cobrança a partir de janeiro/2021, a ANS também divulgou o índice de reajuste, que será de 8,14%. Este índice é referente ao período de maio/2020 a abril/2021.


      O que aconteceu durante o período de suspensão dos reajustes?

      No período de suspensão do reajuste, que ocorreu entre setembro e dezembro de 2020, os seguintes reajustes foram suspensos:

      - O reajuste anual, relacionado à data de aniversário/assinatura de seu contrato.
      - As adequações de faixa etária, que ocorreram ou ocorreriam em 2020, quando um dos beneficiários do contrato muda de uma determinada faixa etária para outra.

      Importante esclarecer que os reajustes anuais aplicados até abril/2020 foram mantidos, pois estão relacionados ao período e ao percentual anterior (maio/2019 a abril/2020).


      O prazo da suspensão terminou. O que acontece agora?

      Ainda segundo a ANS, a partir de janeiro de 2021, está prevista:

      1. A retomada da cobrança dos valores temporariamente suspensos
      2. A cobrança dos valores não faturados durante o período de suspensão (retroativo)
      3. A aplicação do percentual de reajuste anual de 8,14% para os planos de saúde Pessoa Física
      4. Os planos de saúde voltarão a realizar as cobranças referentes a adequações de faixa etária (retroativo a setembro/2020)
      5. A cobrança dos valores não faturados durante o período de suspensão também ocorrerá para clientes excluídos

      Os valores retroativos devidos serão parcelados em 12 vezes.

      Vale lembrar que o reajuste anual de 8,14% é referente ao período de maio de 2020 a abril de 2021. A partir de maio de 2021, inicia um novo ciclo de reajuste e a ANS irá definir o percentual para correção dos valores dos planos de saúde neste período.


      Exemplo prático:


      Situação 1
      Aniversário do contrato: Maio/2020 (8 meses de suspensão)
      Mensalidade: R$ 100
      Reajuste Anual: 8,14% - aplicação a partir de janeiro/2021
      Os valores retroativos devidos serão parcelados em 12 vezes.


      Fonte: Portal ANS
      *Valores fictícios


      Situação 2
      Aniversário do contrato: Maio/2020 (8 meses de suspensão)
      Mudança de faixa etária: Setembro/2020 (4 meses de suspensão)
      Mensalidade: R$ 100
      Reajuste Anual: 8,14% - aplicação a partir de janeiro/2021
      Adequação faixa etária: 20%


      Fonte: Portal ANS
      *Valores fictícios

    • COLETIVOS EMPRESARIAIS ATÉ 29 VIDAS

      O que aconteceu durante o período de suspensão dos reajustes?

      No período de suspensão do reajuste, que ocorreu entre setembro e dezembro de 2020, os seguintes reajustes foram suspensos:

      - O reajuste anual, relacionado à data de aniversário/assinatura de seu contrato (para contratações com aniversário a partir de Maio/2020).
      - As adequações de faixa etária, que ocorreram ou ocorreriam em 2020 quando um dos beneficiários do contrato muda de uma determinada faixa etária para outra.


      O prazo da suspensão terminou. O que acontece agora?

      Ainda segundo a ANS, a partir de janeiro de 2021, está prevista:

      1. A retomada da cobrança dos valores temporariamente suspensos
      2. A cobrança dos valores não faturados durante o período de suspensão
      3.Os planos de saúde voltarão a realizar as cobranças referentes a adequações de faixa etária (retroativo a setembro/2020)
      4. A cobrança dos valores não faturados durante o período de suspensão também ocorrerá para clientes excluídos

      Os valores retroativos devidos serão parcelados em 12 vezes.

      Vale lembrar que o reajuste anual anteriormente suspenso, é referente ao período de maio de 2020 a abril de 2021.
      A partir de maio de 2021, inicia um novo ciclo de reajuste para correção dos valores dos planos de saúde neste período.

    • COLETIVOS EMPRESARIAIS A PARTIR DE 30 VIDAS

      O que aconteceu durante o período de suspensão dos reajustes?

      No período de suspensão do reajuste, que ocorreu entre setembro e dezembro de 2020, os seguintes reajustes foram suspensos:

      - O reajuste anual, relacionado à data de aniversário/assinatura de seu contrato caso as negociações ainda não tivessem sido finalizadas.
      - As adequações de faixa etária, que ocorreram ou ocorreriam em 2020 quando um dos beneficiários do contrato muda de uma determinada faixa etária para outra.


      O prazo da suspensão terminou. O que acontece agora?

      Ainda segundo a ANS, a partir de janeiro de 2021, está prevista:

      1. A retomada da cobrança dos valores temporariamente suspensos
      2. A cobrança dos valores não faturados durante o período de suspensão
      3.Os planos de saúde voltarão a realizar as cobranças referentes a adequações de faixa etária (retroativo a setembro/2020)
      4. A cobrança dos valores não faturados durante o período de suspensão também ocorrerá para clientes excluídos

      Os valores retroativos devidos serão parcelados em 12 vezes.

      Vale lembrar que o reajuste anual anteriormente suspenso, é referente ao ano de 2020 e em 2021 irá ocorrer um novo ciclo de reajuste.

    • COLETIVOS POR ADESÃO ATÉ 29 VIDAS

      O que aconteceu durante o período de suspensão dos reajustes?

      No período de suspensão do reajuste, que ocorreu entre setembro e dezembro de 2020, os seguintes reajustes foram suspensos:

      - O reajuste anual, relacionado à data de aniversário/assinatura de seu contrato (para contratações com aniversário a partir de Maio/2020).
      - As adequações de faixa etária, que ocorreram ou ocorreriam em 2020 quando um dos beneficiários do contrato muda de uma determinada faixa etária para outra.


      O prazo da suspensão terminou. O que acontece agora?

      Ainda segundo a ANS, a partir de janeiro de 2021, está prevista:

      1. A retomada da cobrança dos valores temporariamente suspensos
      2. A cobrança dos valores não faturados durante o período de suspensão
      3.Os planos de saúde voltarão a realizar as cobranças referentes a adequações de faixa etária (retroativo a setembro/2020)
      4. A cobrança dos valores não faturados durante o período de suspensão também ocorrerá para clientes excluídos

      Os valores retroativos devidos serão parcelados em 12 vezes.

      Vale lembrar que o reajuste anual anteriormente suspenso, é referente ao período de maio de 2020 a abril de 2021.
      A partir de maio de 2021, inicia um novo ciclo de reajuste para correção dos valores dos planos de saúde neste período.

    • COLETIVOS POR ADESÃO A PARTIR DE 30 VIDAS

      O que aconteceu durante o período de suspensão dos reajustes?

      No período de suspensão do reajuste, que ocorreu entre setembro e dezembro de 2020, os seguintes reajustes foram suspensos:

      - O reajuste anual, relacionado à data de aniversário/assinatura de seu contrato
      - As adequações de faixa etária, que ocorreram ou ocorreriam em 2020 quando um dos beneficiários do contrato muda de uma determinada faixa etária para outra.


      O prazo da suspensão terminou. O que acontece agora?

      Ainda segundo a ANS, a partir de janeiro de 2021, está prevista:

      1. A retomada da cobrança dos valores temporariamente suspensos
      2. A cobrança dos valores não faturados durante o período de suspensão
      3.Os planos de saúde voltarão a realizar as cobranças referentes a adequações de faixa etária (retroativo a setembro/2020)
      4. A cobrança dos valores não faturados durante o período de suspensão também ocorrerá para clientes excluídos

      Os valores retroativos devidos serão parcelados em 12 vezes.

      Vale lembrar que o reajuste anual anteriormente suspenso, é referente ao ano de 2020 e em 2021 irá ocorrer um novo ciclo de reajuste.

Importante!

A aplicação do reajuste anual, em todas as situações acima, permanece relacionada à data de aniversário de seu contrato.

O parcelamento do valor retroativo devido pode ser feito em menos parcelas. Basta o cliente entrar em contato com a central de atendimento.

Em caso de dúvidas, fale com a gente.


Para saber mais sobre o assunto, disponibilizamos os links divulgados pela Agência Reguladora:

http://www.ans.gov.br/aans/noticias-ans/consumidor/6034-ans-define-que-recomposicao-do-reajuste-suspenso-em-2020-sera-parcelada-em-12-meses

Dica

Dica